6 dicas para os pets na estação mais quente do ano. – SirDog

6 dicas para os pets na estação mais quente do ano.

4 passos para o seu pet vencer o medo dos fogos
23 de dezembro de 2016
9 dicas para o seu gato fazer as necessidades na caixinha.
29 de março de 2017
Exibir tudo

O verão é uma delícia: altas temperaturas, calor, sol, passeios ao ar livre, viagens e visitas à praia… Tudo de bom, né? Mas só para nós humanos, pois para os pets às vezes isso não é tão agradável assim. Você já imaginou fazer tudo isso com um casaco de peles nas costas e ainda sem suar?

Todos sabem que cães e gatos não transpiram, por isso eles têm tanta dificuldade em baixar a temperatura nessa época do ano. Eles só conseguem isso aumentando o ritmo da respiração como fazem ao exercitarem-se, mas se isso é feito num calor extremo essa capacidade fica comprometida, até porque o ar que entra já pode estar muito quente e isso pode levar a um aumento da temperatura corpórea a níveis perigosos, causando por exemplo, a internação, que pode levar ao óbito.

Para que seu pet também curta o verão, listo a seguir 6 dicas:

1- Evite os horários de sol ou de mormaço mais intensos. Faça os passeios nos horários mais frescos como o começo da manhã, final da tarde ou à noite. Cuidado também com a temperatura do piso na rua, pois pode haver queimaduras nos coxins.

2- Mantenha a água sempre fresca e à vontade para que o pet possa hidratar-se, inclusive nos passeios. Vale até colocar umas pedrinhas de gelo na água durante o dia ou ainda adquirir um bebedouro que mantém a água gelada. Existem também tapetes gelados para refresco do pet em casa, mas se quiser economizar apenas deixe-o com acesso livre às áreas da casa onde haja piso frio.

3- Banho e tosa: para os pets que podem ser tosados, deixe a pelagem mais curta nessa época. Para os gatos e cães de focinho curto, evite o agendamento do banho e tosa nos horários que o calor é maior (das 10h às 16h) mesmo que o transporte seja feito por terceiros.

4- Mantenha um programa rígido de proteção contra ectoparasitas (pulgas e carrapatos). Hoje em dia existem produtos excelentes para evitar que seu pet volte para casa carregando esses “amigos” indesejados, que além de tudo podem transmitir doenças. Sempre verifique antes se há alguma contraindicação do uso do produto especificamente para o seu pet, se houver com certeza haverá outra opção, mas nunca o deixe sem proteção contra esses parasitas, principalmente nessa época do ano.

5- Os animais de pele branca ou que tenham despigmentação nas áreas ao redor dos olhos, nas orelhas e nos lábios devem ser protegidos do sol (principalmente das 10h às 16h) com mais rigor, pois a exposição pode favorecer a ocorrência de câncer de pele. Caso não seja possível evitar a exposição, o uso de um bom protetor solar (sem cheiro) é imprescindível.

6- Para quem tem piscina em casa, nunca é demais alertar para o cuidado para que seu pet não tenha acesso à ela sem a supervisão de alguém.

1 Comentário

  1. manicure disse:

    Good day! I simply wish to offer you a huge thumbs up for the excellent info
    you’ve got right here on this post. I’ll be returning
    to your website for more soon.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *