9 passos para proteger o seu cão do barulho dos fogos. – SirDog

9 passos para proteger o seu cão do barulho dos fogos.

A IMPORTÂNCIA DE VACINAR OS FILHOTES
30 de julho de 2017
SAIBA COMO PROTEGER SEU GATO DOS PERIGOS DAS FESTAS!!!
4 de janeiro de 2018
Exibir tudo

Nas últimas décadas virou moda a queima de fogos de artifício como parte das comemorações das festas de final de ano. Eu até entendo que este ritual seja parte da celebração de boas-vindas ao novo ano, mas qual é o intuito de acender um rojão na manhã ou tarde da véspera do Natal? Sinceramente, eu acho esta prática desagradável principalmente para quem, assim como eu, tem criança pequena ou animais de estimação em casa. No entanto, não podemos fugir do que nos rodeia…

Quem foge do barulho dos fogos, são os cães e gatos pois a audição deles é muito melhor do que a dos humanos (nos gatos até melhor do que nos cães) e isso faz com que o barulho dos fogos que já é alto para nós, se torne insuportável para os pets. Esse comportamento de fuga explica o desespero dos animais que às vezes machucam-se, são atropelados, pulam de janelas ou ganham contusões ao tentar correr para fugir do perigo que o barulho anuncia.

Já que não há muito o que ser feito em relação à queima de fogos, o que fazer para deixar o seu cão ou gato menos incomodado com este barulho? Isso serve também para barulho de trovões.
É preciso dessensibiliza-lo, o máximo possível! A notícia ruim é que você não vai conseguir fazer isso de forma rápida, pois o método de dessensibilização demora meses, mas você pode começar a colocar em prática para o próximo ano.
A dessensibilização é um ótimo recurso e que junto do contracondicionamento acontece o milagre de seu pet não ter mais pânico por fogos ou trovões.

Mas como faço tudo isso? Aqui vai um guia prático com 9 passos:
1 – Baixe da internet arquivos com sons de fogos e de trovões;
2 – Coloque em volume baixo (bem suave) esses sons para que seu pet ouça diariamente e em um horário em que você esteja com ele, mesmo que seja no horário da brincadeira, antes do passeio ou algo bom para ele, mas lembre-se de deixar do volume baixo! Não dê colo nem carinho se ele sentir medo. Você deve sempre encorajá-lo com carinho ou petiscos quando ele não se importar com o som;
3 – À medida que seu pet não demonstrar mais medo (se é que vai demonstrar com o volume baixo inicial), aumente gradativamente o volume do som até chegar o dia em que o volume estará muito alto (seus vizinhos podem achar que você ficou louco, mas vale a pena pelo bem do seu pet, né? hehe). Não esqueça que isso deve ser feito durante um longo período, meses a fio, até que seu pet não se importe mais com o som;

Mas e se o seu bichinho não se livrar do pânico com esse treinamento (de dessensibilização e contracondicionamento), o que lhe resta é ajudá-lo a enfrentar seus medos se escondendo.
Seguem então mais 6 passos:
4 – Nos dias de queima de fogos não deixe seu pet sozinho em casa, muito menos preso na coleira. Na tentativa de fuga ele pode enforcar-se;
5 – Prepare um esconderijo próximo ao local que ele procura quando há fogos e monte uma caixa (caixa transporte, caixa de papelão ou qualquer coisa parecida) que ele caiba dentro de forma confortável. Caso ele não aceite ficar na caixa aberta, talvez uma caixa transporte com porta seja melhor opção;
6 – Proteja bem esse esconderijo. Coloque cobertores sobre a caixa para abafar os sons deixando apenas uma pequena fresta para a entrada e saída do seu pet quando ele assim desejar;
7 – Feche portas e janelas do ambiente para reduzir o barulho, mas deixe as luzes acesas;
8 – Libere espaço movendo móveis e objetos que possam quebrar, para que seu animal não se machuque caso ele saia correndo da caixa esconderijo;
9 – Separe-o de outros animais para evitar brigas.

Com isso, você oferecerá ao seu bichinho uma “caverna” onde ele poderá esconder-se e enfim pode até perceber nos olhos dele a expressão como que dizendo: “Ufa, obrigado, agora tenho onde me proteger!”

Normalmente após algum tempo do término dos fogos seu pet estará disposto e sair e reencontrar você, feliz da vida que você também tenha sobrevivido a tamanho barulho. 🙂

8 Comentários

  1. Alessandra Piccolo disse:

    Perfeito texto. A Sir Dog sempre preocupada com nossos amigos de 4 patas. Muito obrigada!

  2. Iracema disse:

    Execente… não é o caso da Fridinha graças a Deus ela não tem
    Medo mas já vi uns bichinho que ficam em pânico.

  3. manicure disse:

    What’s up, its pleasant piece of writing on the topic of media print, we
    all be familiar with media is a wonderful source
    of data.

  4. manicure disse:

    We’re a group of volunteers and starting a new scheme in our community.
    Your site offered us with valuable information to
    work on. You’ve done an impressive job and our entire
    community will be thankful to you.

  5. manicure disse:

    Hello, just wanted to mention, I loved this blog post. It was helpful.
    Keep on posting!

  6. manicure disse:

    hey there and thank you for your information – I have definitely picked up
    anything new from right here. I did however expertise some technical points using
    this web site, as I experienced to reload the website lots of times previous to I could get it to
    load properly. I had been wondering if your web hosting
    is OK? Not that I’m complaining, but slow loading instances times
    will sometimes affect your placement in google and can damage your quality score if ads and
    marketing with Adwords. Anyway I am adding this RSS to my
    email and can look out for a lot more of your respective
    exciting content. Make sure you update this again very
    soon.

  7. manicure disse:

    Way cool! Some very valid points! I appreciate you writing this article and the rest of the website is very good.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *