CIRURGIA POR LAPAROSCOPIA – Ela merece ou não uma castração menos dolorosa?

CASTRAR OU NÃO CASTRAR? EIS A QUESTÃO.
14 de maio de 2017
Exibir tudo

Quando se trata da nossa saúde, nós sempre buscamos serviços com altos padrões de qualidade, não é mesmo? E quando se trata da saúde dos nossos pets, também precisamos tomar os mesmos cuidados.

Você que tem pet com certeza já teve alguma dúvida sobre exames, tratamentos ou qualquer procedimento cirúrgico (ou não) que tenha sido necessário para o seu animalzinho. Procedimentos como a cirurgia por vídeo e a endoscopia revolucionaram o diagnóstico e o tratamento dos pets, melhorando significativamente o bem estar deles. Tais procedimentos nos permitem ver dentro do corpo sem grandes incisões e, só depois realizar o procedimento ou cirurgia necessária, por meio de orifícios naturais e de pequenas incisões. Com isso, não há a necessidade do uso de colares protetores ou roupas cirúrgicas e o tratamento com antibióticos, antiinflamatórios e analgésicos pós cirúrgicos diminui consideravelmente.

Como veterinário, recebo a confiança do proprietário do animal e por isso, busco constantemente melhorias no tratamento dos pets por meio de educação continuada, cursos, treinamentos, investimentos em equipamentos e parcerias para que as melhores tecnologias médicas possam ser acessadas para o bem do seu pet. As cirurgias por laparoscopia estão entre esses novos serviços.

Um exemplo é a castração por laparoscopia: trata-se de uma técnica minimamente invasiva para cirurgia abdominal por meio de pequenas incisões na parede abdominal, com redução do trauma e da dor. Com o vídeo há clareza e ampliação das imagens, propiciando técnicas cirúrgicas precisas e o melhor: com menos dor.

Escolher qual técnica e decidir se seu pet deve ser castrado depende de situações específicas e individuais. Podemos conversar sobre todas essas opções para ajudá-lo a tomar a melhor decisão para o seu pet http://bit.ly/2qimrVC.

QUAIS VANTAGENS DA CIRURGIA POR LAPAROSCOPIA?

* O procedimento pode ser realizado com maior precisão graças a uma clara e ampliada imagem da cavidade abdominal do seu pet.

* Procedimentos endoscópicos são menos dolorosos, porque as incisões têm o tamanho da circunferência de uma caneta e os ligamentos ovarianos são cuidadosamente cauterizados antes da sua retirada, ao invés de avulsionados ou “arrancados” como é feito da forma convencional (o que provoca a maior parte da dor pós cirúrgica).

* Na cirurgia convencional, a incisão é pelo menos três vezes maior do que com a laparotomia (isso dependendo da boa habilidade manual do cirurgião, caso contrário pode ser maior ainda).

* As complicações, como infecções e falta de cicatrização da ferida cirúrgica são minimizadas.

* O tamanho mínimo da incisão na cirurgia laparoscópica leva a cicatrização e recuperação muito mais rápidas, e o tempo de anestesia é muito menor.

* A escolha por esse método novo pode deixar você e seu pet muito mais satisfeitos, uma vez que seu pet ficará mais confortável e poderá retornar para casa e a brincar mais cedo, sem maiores cuidados, internações, colares protetores e ainda excesso de medicações.

Em breve os procedimentos eletivos com cirurgia convencional serão coisa do passado, então qual o motivo de não aproveitar hoje os benefícios das tecnologias do futuro?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *